sábado, 14 de novembro de 2009

na fonte da quermesse
eu fiz um pedido:
faz um cafiné em mim
deixa eu ser teu xodó
me dá um pedacinho
do teu colo
meu coração quer ser teu
dengo
fica aqui no meu cangote
e me faz arrupiar
da nuca
aos pés
agora

Um comentário:

Solin disse...

ai, seus pêlos se arrupiaram
feito ave, Maria!
querendo voar na hora da dança,
segurando seu cabelo de trança.

^^