segunda-feira, 5 de abril de 2010

Uma segunda-feira à tarde, entre o pôr do sol e a pretidão noturna


Amigos... Amigos! Como diria aquele que me deixou uma louca saudade: "Cara, isso é demais!".


Sentir a falta de pessoas queridas pode soar a coisa mais natural do mundo. Mas quando se tem um vínculo emocional recíproco é que a alma ferve...

Pensando melhor, amigos provocam colapsos entusiásticos espontâneos, apertos gelados no peito, dores abdominais por excesso de riso, déficit de atenção aos estudos, dependência emocional e física... Mas, mesmo assim, não os trocariamos por nada nesse mundo.

Amigos enobrecem o gosto pela vida, e nos fazem sorrir como cuicas no carnaval. Nos tornam mais leves, mais claros, nos fazem aptos a recitar uma humanidade que há tanto tempo esteve sozinha e mofada dentro de nós.


Amigos são uma canção de amor. Vivem para se dedicar ao carinho e à confiança...

E é assim que, nesse meio tempo, a gente se entrega e se dá...

Sem receio,
sem mágoa,
sem culpa...
Sem perigo de rejeição,
sem dor,
sem maldade;

Sem medo de ser feliz
e descobrir que, na verdade, não gosta de nenhum deles... 




Ama
.


5 comentários:

caracol menina disse...

SENSACIONAL!!!
é assim mesmo que acontece nas amizades verdadeiras. e essas consequências que os amigos provocam... só eles sabem fazer tão bem feito.
♥♥♥

Alice Cálice de Um Gole Somente disse...

existe amigos que são mais do que irmãos.

Alice Cálice de Um Gole Somente disse...

existem*

caracol menina disse...

tu é uma presente/futura amiga que eu adoro ♥

^^

Magali Polida de Lascada Silva disse...

Simples & suave.O texto.



p.s:oun,caracolinda...