quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Con_tratos



Trato primordialmente de endireitar minh’alma. Se porventura ela vier a pender para o mal.
Todas as demais coisas tortas que existem em mim têm importância secundária.

Trato de cuidar da minha carne, osso e gosto praqueles que têm interesse em me degustar (Isso também inclui os vermes) e trato do meu espírito para o céus.

Meu dente é torto
Meu dente é feito de osso

Minh’alma é reta
Minh’alma essa estrada apressa

Minh’alma é certa
Minh’alma essa estrada acerta.

P.s: Sobre o título. Contratos e tratos sem prazo de encerramento. Quem eu sou comigo mesma e com os céus.

4 comentários:

Luana Pagung disse...

Que leveza. .__.

Luana Pagung disse...

Aahh, a rasteirinha da foto é da marca "Moleca", então não deve ser muito difícil de achar. Espero ter ajudado.

.__.

neste instante disse...

magaaaaa!!

lindas imagens
texto.. um tanto confuso no final para minha fraca mente...


beijooo

Magali Polida de Lascada Silva disse...

esclarecendo:

Eu poetizei um comentário, querida...

Uma colega de trabalho falou dos meus dentes tortos e no caminho para casa eu criei isso.

eu quis dizer que trato primordialmente da minh'alma para depois tratar de qualquer outra coisa.

beijovialinda!